São Sebastião assinala Dia da Mulher

O cravo vermelho foi a flor escolhida pelo executivo da Junta de Freguesia para distribuir pelas mulheres de São Sebastião durante a manhã de dia 8 de março, data em que se celebra o Dia Internacional de Mulher.

"Trazemos cravos porque é um símbolo do 25 de abril, que ajudou muito a que se esbatessem as desigualdades entre homens e mulheres e foi um marco importante de avanço civilizacional no que respeita aos direitos das mulheres e das populações em geral", explicou o presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião (JFSS), durante um almoço-convívio com cerca de 130 pessoas, organizado pela Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos de São Sebastião.

No encontro, Nuno Costa revelou que “nunca deixamos de assinalar este dia porque ainda existem desigualdades, precariedade e exploração, contra as quais é preciso lutar. Aproveitamos estes dias para exortar toda a gente a fazer este caminho de luta por melhores condições de vida e por igualdade entre géneros”, afirmou o autarca, lembrando que a JFSS luta “todos os dias ao lado dos sindicatos, do movimento associativo, dos trabalhadores e do povo nessa batalha pela igualdade, contra a exploração e a precariedade.”

A iniciativa da Associação de Reformados, que incluiu uma atuação do Grupo de Cantares Populares de São Sebastião, concurso de chapéus, recitação de poesia e Fado, foi elogiada pelo presidente da autarquia. “Parabéns a quem arregaçou as mangas e teve a coragem de trazer esta casa novamente para diante”, disse, sublinhado a disponibilidade da JFSS para “apoiar as vossas atividades que fazem muita falta a toda a população desta zona”.

Antes de almoço, a partir das 9h30, o presidente da Junta de Freguesia e o vogal Carlos Ricardo distribuíram cravos vermelhos às funcionárias da JFSS e a todas as mulheres com quem se cruzaram em vários locais de S. Sebastião.