G.D. Independente comemora 61º aniversário

O Grupo Desportivo Independente assinalou, na noite de 15 de maio, os seus 61 anos de atividade, numa sessão solene na sede da coletividade, sita no Bairro Afonso Costa.

Considerada pelo presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião (JFSS) como uma das coletividades mais ecléticas do concelho, os elementos da direção do Independente foram saudados por Nuno Costa, durante a sessão solene, pela sua “dedicação à vida coletiva, de forma abnegada”. O autarca enalteceu igualmente a visão da direção de “abertura permanente à comunidade, essencial para a cidade manter a sua perspetiva de inclusão, fraternidade e solidariedade”.

Frisando que nada substitui o papel social do movimento associativo, Nuno Costa salientou o papel das coletividades como escolas de democracia. “Aqui aprende-se a eleger, a ser eleito e a prestar contas”, apontou o autarca de S. Sebastião.

Antes de concluir o seu discurso, o presidente da JFSS fez questão de expressar a sua admiração pela presidente da direção do G.D. Independente, Madalena Lopes. “É uma mulher de luta! Com ela podemos aprender muito sobre a forma de estar na vida. Obrigada Madalena por nos permitires fazer este caminho ao teu lado”, manifestou Nuno Costa.

Emocionada, a presidente do GDI agradeceu as palavras do autarca que diz ser “mais do que um presidente, é um grande amigo do coração que está sempre pronto a ajudar o Independente!”.

Dirigindo-se à plateia, com algumas dezenas de pessoas, composta por sócios, familiares, amigos e representantes de outras coletividades, Madalena Lopes recordou que foi no seu primeiro mandato que foi efetuada a renovação da sede que estava muito degradada e, indicando que este será o seu último mandato, deixa um recado à próxima direção: “Não deixem morrer na praia tudo o que foi feito até aqui, principalmente no que respeita às modalidades desportivas!”.

A artista Sara Margarida foi a protagonista do momento mais comovente da noite, quando a coletividade, onde cresceu e começou a cantar, com apenas 14 anos, lhe dedicou uma homenagem, “por nos dar tantas alegrias e vitórias ao longo de 20 anos. Será sempre a nossa rainha das marchas”, expressou Madalena Lopes.

“É com muita emoção e orgulho que vou representar mais uma vez o Independente nas marchas”, revelou, comovida, a madrinha da coletividade no concurso. Além de uma faixa e emblema, a cantora foi honrada com a afixação de uma fotografia sua, emoldurada, de uma prestação nas Marchas Populares de Setúbal.

Durante a sessão solene além da distinção de outros sócios, com emblemas e faixas, foram entregues lembranças, por parte da JFSS e de várias coletividades ao GDI, nomeadamente: Sociedade Musical Recreativa União Setubalense, Núcleo Recreativo e Desportivo Ídolos da Praça, Clube Desportivo e Recreativo de Águias de São Gabriel, Grupo Desportivo “Os Amarelos”, Clube de Futebol “Os Sadinos”, Núcleo de Amigos do Bairro Santos Nicolau.

Após o canto do hino do GDI, por Sara Margarida, e dos “parabéns”, os presentes partilharam o bolo de aniversário e um moscatel. A celebração terminou com as atuações das cantoras Carla Lança, Susana Martins e Maria Cordeiro que abrilhantaram a noite.