“Os Amarelos” celebrou o 62º aniversário com casa cheia

Largas dezenas de sócios, representantes do movimento associativo, de autarquias e instituições da cidade, marcaram presença na festa de aniversário do Grupo Desportivo “Os Amarelos”, no dia 1 de março, na sede do clube, sita no bairro Santos Nicolau.

O trabalho que a coletividade tem realizado ao longo dos anos, na área desportiva, cultural e, “sobretudo na coesão do tecido social” foi saudado e reconhecido pelo presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião durante a cerimónia de celebração do 62º aniversário de “Os Amarelos”. “É muito importante para a freguesia e para o nosso projeto autárquico ter agentes como Os Amarelos a desenvolver este trabalho”, afirmou Nuno Costa que demonstrou a vontade de “aprofundar os mecanismos que temos (Contratos-Programa), no sentido de valorizar a componente da coesão do tecido social que Os Amarelos têm trabalhado tão bem no território”.

O autarca lembrou também o papel que o movimento associativo tem no “aprofundamento da nossa democracia”, constituindo muitas vezes o espaço onde “os cidadãos aprendem a ser eleitos, a eleger e a dar contas do seu trabalho”.

Desejando muitos e bons anos ao clube e congratulando os seus dirigentes pela entrega à coletividade, Nuno Costa reiterou o apoio da Junta de Freguesia para “fazer este caminho convosco”.

Por seu lado, o presidente da direção do clube agradeceu a colaboração da Junta de Freguesia de S. Sebastião e do seu presidente, que “tem sido inexcedível connosco, no apoio logístico das nossas equipas de futebol”.

Relativamente ao futuro, Júlio Adrião revelou que pretende continuar o trabalho social e a dedicação à formação das crianças e jovens do bairro Santos Nicolau e da Bela Vista, aproveitando o campo relvado sintético do Campo Municipal da Bela Vista, que, de acordo com o dirigente é “uma mais-valia para o desporto de formação”.

“Os Amarelos sabem o que querem e estão economicamente sustentáveis e assim vão continuar enquanto eu for presidente”, indicou Júlio Adrião, fazendo votos de que a coletividade “chegue ao centenário e muito mais além”.

Em representação da Câmara Municipal, a vereadora Eugénia Silva, responsável pela divisão de atividades económicas, agradeceu ao clube por “62 anos de entrega à promoção da atividade e da prática desportiva”, lembrando, no entanto, que a ação dos Amarelos se estende “para além do seu palmarés desportivo e sucesso em atividades culturais”, assumindo-se como “um parceiro da autarquia na intervenção diária no contexto da inclusão e da prática desportiva, na comunidade em que se insere”.

Marcaram presença na cerimónia o presidente da Associação de Futebol de Setúbal, o presidente da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto, o presidente da Confederação Portuguesa do Voluntariado, uma representante da Fundação Inatel e uma delegação do Vitória Futebol Clube.

Os festejos contaram ainda com a presença de representantes de várias coletividades do concelho, tais como a recém constituída Associação das Coletividades do Concelho de Setúbal, a Associação de Festas Populares de S. Sebastião, a Associação de Acordeonistas de Portugal, o Núcleo de Treinadores de Futebol do Concelho de Setúbal, o Núcleo dos Amigos do Bairro Santos Nicolau, o Centro Comunitário de S. Sebastião, Os Sadinos, o Clube de Campismo de Setúbal, a União Setubalense e o Grupo Desportivo Independente.

De referir que a cerimónia serviu também para agraciar cinco sócios que completaram 25 anos de filiação, com um emblema e diploma de honra. A animação ficou a cargo do muito aclamado Grupo de Cantares da Associação Socorros Mútuos Setubalense e a sessão terminou com muitas felicitações, ofertas, um moscatel de honra e, claro, um bolo de aniversário.