Trabalhadores sensibilizados para prevenção do cancro de pele

A Junta de Freguesia de S. Sebastião (JFSS), em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, promoveu, no passado dia 6 de junho, uma ação de sensibilização para a prevenção do cancro de pele, junto de 40 dos seus trabalhadores do setor operativo.

O obetivo desta ação, dividida em duas sessões, foi alertar os trabalhadores para os malefícios da exposição solar excessiva e informar sobre os hábitos a implementar no seu quotidiano para minimizar esses efeitos nefastos, que podem provocar cancro na pele.

Esta iniciativa da JFSS insere-se num conjunto de cuidados que a autarquia tem no âmbito da promoção da higiene, segurança e saúde no trabalho, indica Ana Bordeira, vogal do executivo, “não só ao nível da prevenção, mas em todos os outros níveis, como por exemplo o fornecimento de equipamentos de proteção pessoal, aos quais têm acesso e têm que utilizar para vossa segurança. O objetivo hoje é sensibilizar-vos para cuidados que todos nós, individualmente, devemos ter para nos protegermos e zelarmos pela nossa saúde”, concluiu a responsável.

Conduzida por duas voluntárias do GASET – Grupo de Apoio de Setúbal da Liga Portuguesa Contra o Cancro, a ação, realizada no auditório Germano dos Santos Madeira, indicou hábitos que estes trabalhadores devem adotar, no desempenho das suas funções ao ar livre, para precaver a incidência de problemas oncológicos. Evitar, quando possível, a exposição direta ao sol, principalmente no período entre as 12 e as 16 horas e proteger a pele com roupa adequada (mangas compridas e calças), não esquecendo o protetor solar nas zonas expostas, tais como rosto, pescoço, orelhas e mãos, foram algumas das dicas transmitidas.

De acordo com dados da Liga Portuguesa Contra o Cancro, surgem diariamente em Portugal cerca de 30 novos casos de doentes com tumores malignos na pele, uma patologia que tem vindo a aumentar. Embora haja vários fatores de risco, como o fototipo (pele mais ou menos sensível ao sol), a incidência de muitos sinais na pele (50 ou mais) e o historial familiar, o mais mortífero tipo de cancro de pele (melanoma) é provocado maioritariamente por fatores comportamentais. O excesso de exposição solar que origina os chamados “escaldões” e a ausência de proteção aos raios UV são as principais causas, referem as voluntárias, salientando a importância do diagnóstico precoce, dado que este tipo de cancro tem “elevadas taxas de cura quando tratado em fases iniciais”.

Um protetor solar de largo espetro (proteção contra raios UVA e UVB) e um boné foram entregues a todos os participantes, no final de cada sessão. “São dois elementos que podem ajudar-vos a começar ter hábitos diferentes, para que a vossa proteção seja um pouco melhor”, afirmou Ana Bordeira que em conjunto com Isabel Quadros, também vogal do executivo, distribuiu as ofertas da JFSS.

O GASET, sito na rua Gama Braga, no bairro Salgado, desenvolve várias atividades gratuitas de apoio a doentes oncológicos tais como psico-oncologia, fisioterapia, apoio social e jurídico, entre muitas outras atividades lúdicas como teatro, trabalhos manuais, Tai-Chi, Ioga e Reiki. Para mais informações pode contactar os voluntários através dos contactos 912 005 109/ 300 506 105/ Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..