Autarcas expõem plano para Azinhaga dos Espanhóis

Uma proposta de requalificação do espaço público urbano da Azinhaga dos Espanhóis foi apresentada aos moradores, no passado dia 6 de fevereiro, numa sessão incluída no projeto “Ouvir a População, Construir o Futuro” que contou com a presença do presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, da presidente da Câmara Municipal e do vereador das Obras Municipais.

O plano de intervenções para a zona, delimitada pela R. António José Batista e pela Av. D. João II, pretende solucionar diversos problemas sentidos pelos moradores, incidindo sobretudo sobre as ruas Camilo Castelo Branco e João Maria Jales. A criação de uma área de estacionamento; a extensão das zonas pedonais, junto aos edifícios; e a recuperação das zonas verdes são algumas das ações previstas.

Durante o encontro, que decorreu no auditório da Escola D. João II, o vereador Carlos Rabaçal explicou que a autarquia queria levar a cabo um Plano de Pormenor para aquela zona da cidade, no entanto, “não houve condições de investimento por parte do setor privado”, inviabilizando que o plano fosse colocado em prática. Assim, a solução apresentada é a “possível, para o espaço público disponível”, afirmou o responsável pelas Obras Municipais, adiantando que, apesar de representar “um pouco menos do que gostaríamos”, a requalificação proposta vai “garantir alguma melhoria na qualidade de vida da população ali residente”.

O vereador revela ainda que as obras implicam a demolição, para já, de cinco frações em ruínas, ficando para uma segunda fase a avaliação da irradicação de mais edifícios, cuja legalidade afirma ser “duvidosa”.