Homenagens assinalam Semana do Mar e do Pescador

A decorrer de 30 de maio a 7 de junho, a Semana do Mar e do Pescador 2021 assinala o Dia Nacional do Pescador, através de um conjunto de ações que visam homenagear a comunidade piscatória do concelho e valorizar as atividades marítimas.

O evento, organizado pela Câmara Municipal, pela União das Freguesias de Setúbal e pelas juntas de freguesia de São Sebastião, de Gâmbia-Pontes-Alto da Guerra e do Sado, no âmbito do projeto Setúbal Terra de Peixe, teve início durante a manhã de domingo, 30 de maio, com uma missa pela alma dos pescadores falecidos, na Igreja de São Sebastião.

“Embora este ano não seja possível realizar uma programação tão eclética como em edições anteriores, fazemos questão de assinalar a Semana do Mar e do Pescador, valorizando as tradições culturais marítimas e prestando tributo aos pescadores”, afirmou Nuno Costa, presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião que esteve presente na eucaristia. “Este é um momento solene no qual a comunidade piscatória se reúne e reforça a sua fé, onde encontra forças para enfrentar os momentos difíceis e as agruras de uma vida no mar”, expressou o autarca.

Ontem, dia 31 de maio, data em que se assinalou o Dia Nacional do Pescador, o presidente da Junta de Freguesia de S. Sebastião participou, em conjunto com o executivo municipal e o presidente da União das Freguesias de Setúbal, numa cerimónia de deposição de flores no Memorial aos Pescadores Setubalenses Desaparecidos. “Um tributo aos pescadores que, ao procurar o sustento para as famílias, perderam as suas vidas no mar e, na impossibilidade de haver um funeral, este monumento, criado pelo município, simboliza essas vidas perdidas, onde depositamos flores e recordamos, com saudade, esses nossos concidadãos que partiram”, manifestou Nuno Costa. Elementos de associações relacionadas com a pesca e as comunidades piscatórias também marcaram presença na homenagem aos pescadores, no Cemitério de Nossa Senhora da Piedade.

O lançamento do livro “Setúbal, Terra de Pescadores” e uma exposição fotográfica sobre a comunidade piscatória sadina preencheram igualmente a programação da Semana do Mar e do Pescador, no Dia Nacional do Pescador.

A publicação, apresentada na Casa da Baía, aborda a tradição gastronómica setubalense, partilhando receitas relacionadas com o mar, as suas raízes e histórias, bem como as características das espécies utilizadas.

Com texto de Patrícia Borges e fotografia de Nicola Lemonnier, o livro, editado pela Câmara Municipal de Setúbal, visa a promoção, divulgação e valorização da gastronomia enquanto património cultural, com preocupações assentes na sustentabilidade das atividades económicas diretamente relacionadas, a pesca, a restauração e a hotelaria.

Os atores principais de “Setúbal, Terra de Pescadores” são, precisamente, os pescadores de Setúbal, retratados numa vasta reportagem fotográfica de rostos, paisagens, artes de pesca e bairros onde vivem e viveram. Esses relatos visuais transpuseram as páginas do livro e estão patentes na mostra fotográfica “Setúbal Terra de Pescadores”, de Nicola Lemonnier, inaugurada ontem e aberta a visitas até 7 de junho, na Casa da Baía.

A terminar a Semana do Mar e do Pescador, no dia 7 de junho, a partir das 15 horas, realiza-se um encontro com ostricultores, no auditório do Ninho de Novas Iniciativas Empresariais de Setúbal, no primeiro piso do Mercado do Livramento.