Intervenção em paragens de autocarro favorece mobilidade

A Junta de Freguesia de São Sebastião, em articulação com a Câmara Municipal de Setúbal e a empresa JC Decaux, contribuiu para a beneficiação de duas paragens de autocarro na Estrada de Santas, junto ao Instituto Politécnico de Setúbal, com vista a garantir a acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada.

Os serviços operacionais da Junta de Freguesia de S. Sebastião apoiaram os serviços municipais na execução de alterações no pavimento junto às paragens de autocarro que servem os passageiros que se deslocam para a zona do Campus do Instituto Politécnico de Setúbal, na Estrada de Santas.

As intervenções, que visaram a melhoria das condições de embarque e desembarque, com o objetivo de criar uma acessibilidade mais inclusiva, consistiram na sobrelevação do pavimento, possibilitando um ângulo mais favorável e adaptado à altura do rebaixamento dos degraus dos novos autocarros, complementando esse sistema que permite a pessoas com mobilidade reduzida superar o desnível entre o veículo e a via pública.

A ação incluiu também a anulação parcial da valeta para circulação de águas pluviais, que separava a estrada da paragem, e ainda a substituição da calçada por pavê, promovendo uma melhor aderência do piso, evitando derrapagens e o risco de queda.

A necessidade de intervenção foi detetada e sinalizada pela presidência do Instituto Politécnico de Setúbal que tomou conhecimento dos constrangimentos no acesso ao transporte público coletivo sentidos por estudantes com mobilidade condicionada.

Assumindo o compromisso de criar uma acessibilidade para todos, a Câmara Municipal de Setúbal e a Junta de Freguesia de S. Sebastião uniram esforços para, em conjunto, analisar a situação e delinear as adaptações necessárias.

A rápida intervenção permitiu, por um lado, assegurar que ninguém fique privado do acesso à escola, contribuindo para a plena autonomia dos alunos, no que respeita à mobilidade. E, por outro lado, garantir uma maior estabilidade, comodidade e segurança para todos os passageiros com mobilidade condicionada, sejam eles idosos, grávidas, crianças, ou outros utilizadores, que por motivos temporários ou permanentes, sofram de uma insuficiência de mobilidade.